Transformação global: O que vai mudar no turismo?



O ano de 2020 está marcando a sociedade em vários aspectos.

Este é um momento de ruptura em que muitas coisas irão mudar. E o turismo, que até o momento é um dos setores que mais sofrem impactos da pandemia (Covid-19), também passará por muitas mudanças.


Você já parou para pensar o que vai mudar no turismo?

É um assunto que tem sido muito discutido nos últimos dias, pesquisamos e separamos algumas hipóteses e futuras tendências que estão sendo analisadas, para te ajudar a entender, nortear os rumos e os próximos passos da sua empresa de turismo. Confira:


PREVISÃO DE RECUPERAÇÃO DO SETOR Em meados de 2019, a Organização Mundial de Turismo (OMT) estimava uma previsão de crescimento do turismo global entre 3 e 4% em 2020. Agora com a pandemia, a Organização calcula uma queda entre 20 a 30% nas viagens e uma perda estimada de US$ 300 a 450 bilhões nos gastos dos viajantes internacionais somente em 2020, esse valor é quase um terço do 1,5 trilhão de dólares gerados em 2019.

Vale lembrar que a crise econômica de 2008 provocou uma queda de 4% das viagens de turistas internacionais em 2009 e que a epidemia de Sars em 2003 provocou um retrocesso de apenas 0,4%.

Ainda segundo a previsão da OMT, o setor de turismo vai levar entre de 5 a 7 anos para recuperar as perdas deste ano.


VIAJANTES BUSCARÃO MAIS POR EXPERIÊNCIAS DE VIAGENS

A forma de viajar vai mudar. A viagem de experiência entra na lista das mais valorizadas de agora em diante. Os viajantes tenderão a evitar aglomerações, portanto, buscarão viagens mais exclusivas e autênticas, que proporcione experiências diferentes como o turismo solidário, ecológico, gastronômico e sustentável. 

A tendência é que os viajantes e as empresas de turismo se tornem mais focados com as ações humanitárias, sanitárias e sustentáveis.


TENDÊNCIAS DE VIAGENS COM MENOS AGLOMERAÇÃO

Em uma pesquisa lançada pelo Panrotas e MAPIE, realizada pelo Laboratório de Inteligência de Negócios em Viagens (TRVL LAB), estima-se que mesmo que o isolamento termine, é necessário que haja uma vacina ou algum medicamento confiável que cure a doença, pois as pessoas continuarão com medo. E é fato que o vírus continuará circulando mesmo que não ocorram os picos. 

Devido a esse cenário, as pessoas continuarão preferindo a prevenção e viajar se tornará uma ação com muito mais cuidados. A tendência é que no primeiro momento, as pessoas prefiram passeios domésticos e viagens regionais em locais que possam evitar aglomerações. 

E onde fica as viagens internacionais? 

Estas ficarão em segundo plano, até que as coisas melhorem por completo. Na pesquisa da TVRL LAB, 60,48% dos viajantes não pretendem voltar a viajar para fora até que haja confiança no controle da pandemia.



SEGURANÇA SANITÁRIA SERÁ O FOCO

Para os especialistas, a tendência é que a pandemia mude não somente o mercado de turismo e o comportamento dos viajantes, mas também as normas de segurança em geral, principalmente no que diz respeito à segurança sanitária. 

As reflexões sobre programas nacionais e internacionais de segurança e inspeção sanitária serão determinantes para elaboração de novas legislações de segurança sanitária no Brasil e no mundo.

Segundo palavras do ex-presidente do CNS, somos muito focados nas necessidades hospitalares com aspectos curativos e enfermidades, mas temos que ter mais preocupação também com a prevenção. 

Sugere-se, portanto, que a tendência seja o controle sanitário mais rígido e articulado, integrado e multi-setorial, por exemplo em controle de fronteiras, inspeções em geral.


MUNDO VIRTUAL EM TODOS OS SETORES

A pandemia tem feito praticamente todos os setores se reinventarem e buscarem uma transformação digital. Da mesma forma será para o setor do turismo. 

Como já falamos anteriormente, a curva dos viajantes conectados já estava crescendo, agora, acredita-se que a curva está acelerada e que cada vez mais o consumidor estará mais digitalizado e exigente. Esta tendência demanda mudanças das empresas de turismo, que devem se manter mais conectadas e buscando acompanhar o mercado, oferecendo melhores ações e serviços online.

Analisando um outo lado, muitas pessoas tiveram que lidar com dificuldades na hora de cancelar ou remarcar uma viagem devido ao isolamento, o que poderia ser amenizado, se tivesse um consultor de viagens, ou seja, o papel do especialista em viagens ou agente de viagem, poderá crescer e muito e o futuro será analisar e aliar as novas práticas das agências com foco na tecnologia e no toque humano.


PLATAFORMAS FACILITADORAS

Agora que você já conhece as tendências do mercado de turismo que nos aguardam, aproveite para conhecer as soluções da Wooba. Somos especialistas em desenvolver soluções tecnológicas para empresas de Turismo.

Estamos aproveitando este momento para apoiar nossos parceiros, clientes e comunidade como um todo. Sempre empenhados em buscar formas de inovar e alavancar a sua Agência de Viagens, apoiando-a a gerar mais oportunidades e investimentos para um futuro próximo.


Fontes de pesquisas: Panrotas, OMT, OMS e TRVL LAB.


CONHEÇA A WOOBA!

Somos uma empresa especializada em desenvolver soluções tecnológicas para empresas de Turismo. Líderes no mercado de consolidadoras, atendemos as principais empresas do segmento no Brasil e trabalhamos com os melhores fornecedores do mercado. 

Navegue pelo nosso site e saiba mais!







344 visualizações